segunda-feira, 7 de junho de 2010

Queremos aceitação! ... ?


Acho que tenho um pensamento diferente do das demais pessoas. Não que eu me ache alguém especial, ou um gênio. Mas é que tem algumas coisas que simplesmente não consigo pensar como a maioria.


A Parada Gay por exemplo. Primeiro, não é mais parada gay, é GLBT. Acho esse nome muito mais complicado, mais estigmatizador, e que afastará mais ainda as pessoas desse público. Afinal todos nós conhecemos pelo menos um gay. E um GLBT voce conhece? É como o discurso de Milk. Todo mundo tem um gay conhecido, ou na familia, ou amigo, e pode aceitá-lo, então porque não aceitar os demais? Daí a aceitação de todos. Mas esse tal de GLBT é um negócio muito distante.


Mas afinal porque estou falando nisso. Já que faz muuuito tempo que a parada não tem mais um fundo político. Pelo menos para nós gays, o fundo político da parada hoje em dia é só o dos políticos héteros querendo levantar votos conosco, e portanto aparecem e tiram fotos na parada para parecerem "simpatizantes"...


Hoje a parada é só um Oba-Oba. É só curtição, carnaval, e muita música ao ar livre. Na realidade me parece mais com o dia que os animais do zoológico podem dar uma voltinha na cidade e ser visto pelos seres normais que nem precisam sair de casa e pagar ingresso para vê-los...


Mas é a luta pela visibilidade. Concordo. Mas fui na parada e ví ali muitas mulheres, lésbicas. Elas estavam lá lutando pela visibilidade lésbica? Então porque não foram na caminhada lésbica na véspera da parada? Também foi na Avenida paulista, com carro de som, bandeira colorida e tudo. eu fui e pela minha estimativa deveria ter no máximo umas mil pessoas, e nem todas eram mulheres. Onde está então a luta pela visibilidade?


Não vejo como alguém pode, por exemplo criticar o sistema de cotas para negros em faculdade dizendo que esse sistema não resolve o problema, é só o mascara, mostrando ainda mais a cara da discriminação, e depois disso defender a Parada GLBT. Acho que finciona da mesma forma. Não queremos um dia de visibilidade bizarra, queremos o ano todo de aceitação.


Mas apesar de tudo isso, desse meu pensamento contra toda a maré GLBT, sou obrigada e dizer uma coisa: Eu fui na parada, me diverti muito, e não deixarei de ir ano que vem novamente !!!!


3 comentários:

  1. Parada gay... normalmente as paradas têm uma temática carnavalesca... vamos lembrar das paradas nos EUA... cheio de "carros alegóricos", balões, fantasias, música...

    Vejo que as paradas gays aqui distorceu completamente o seu objetivo... virou lugar de pegação... lugar pra você ser o que não é no cotidiano...

    E concordo... a cada ano, a sigla aumenta... era apenas Gay, depois GLS, depois GLBT, agora é GLBTS... daqui a pouco vai ser GLBTSZoo...

    Fica mais complicado dessa forma... =/

    ResponderExcluir
  2. Dilma é sapata de armário, não merece crédito das lesb!!

    ResponderExcluir
  3. E Dilma, além de ser sapata de armário, é desengonçada, machão, nem feminina é!! Totalmente sem graça, rsss

    ResponderExcluir